24 de novembro de 2017

"Ciro está cego ou enxergando longe" por Érico Firmo

Sobre a cada dia mais palpável aliança entre Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB), Ciro Gomes (PDT) comentou: “Não vejo isso acontecendo”.

Ciro não foi ao animado convescote na residência de Camilo, na sexta-feira passada. Não testemunhou a desenvoltura do senador ao lado do governador.

Eunício já admitiu que o entendimento é possível (clique aqui e leia)

Cid Gomes já havia reconhecido a possibilidade (clique aqui e leia)

O PSDB cobra que Eunício decida de que lado estará (clique aqui e leia)

Mas, Ciro não vê nada disso. Talvez ele não esteja entendendo nada, alheio às evidências. Nada provável.

Quem sabe, esteja mandando recado. Ou, então, enxerga o que ninguém está vendo.

MENSAGEM DE CIRO SOBRE EUNÍCIO

Se descartarmos a hipótese de Ciro estar desinformado e alheio aos acontecimentos, restam duas explicações para sua fala sobre Eunício.

Hipótese 1: a base governista está cozinhando o senador peemedebista. Flerta com ele, negocia. Acaba indispondo-o com os naturais parceiros no bloco de oposição. Isso já aconteceu. Eunício fechou algumas portas, obstruiu alternativas. Isso para, no momento de definição, recusar a aliança. Deixar com a broxa na mão o adversário que sonhou em voltar a ser aliado.

Seria uma jogada maquiavelicamente brilhante. Mas, só possível porque Eunício teria sido inocente para cair na armadilha. Objetivamente, o senador não tem muitos caminhos. Não se vislumbra na oposição, hoje, uma chapa forte a ponto de ficar com uma das vagas majoritárias. Caso não se entenda com Camilo, o risco de o presidente do Congresso Nacional ficar sem mandato a partir de 2019 é considerável.

Mas, talvez Ciro não permita entreler um plano ardiloso para engabelar o peemedebista. É possível que, com sua declaração, ele deixe transparecer o que se passa na própria aliança governista.

Hipótese 2: a manifestação de Ciro pode ser um recado para Camilo do seu descontentamento com esse eventual acordo. Há indicações de que os Ferreira Gomes não gostam dessa aproximação e o mais velho dos irmãos Ferreira Gomes pode estar mandando essa mensagem ao governador.

Há de se levar em conta que Ciro sempre foi, na base governista, o que mais explicitamente se opõe a Eunício. Desde a eleição de 2014, partem dele as mais virulentas manifestações contra o senador. Do PMDB ele fala mal de muito tempo antes. Pelo menos desde 2009. Tentava certo malabarismo quando o partido era a principal sustentação política de Cid no Governo do Estado. Desde o rompimento também local, disse alguns dos mais cabeludos impropérios contra o ex-aliado. Em setembro, já havia tratado o acordo como “improvável”.

Então, Ciro pode, na verdade, estar pressionando para que o entendimento não prospere. Dizendo a Camilo, sutilmente, que a família não vê com bons olhos a possibilidade desse entendimento.

Há alguns senões quanto a isso. Cid já deu o recado de como encara a questão: “Apoio a gente sabe que a gente tem que receber de todo o mundo. (...) se uma pessoa quer apoiar a gente, por que faz sentido você recusar apoio?”. Não, não vai.

Também é improvável imaginar Camilo se movimentando sem consentimento dos Ferreira Gomes.

De modo que uma terceira possibilidade talvez seja que Ciro esteja tentando deixar claro que não concorda com essa aliança. Não será a primeira vez. Depois do rompimento, em 2014, ele já afirmou que era contra apoiar Eunício ao Senado desde a eleição anterior e que nunca confiou no peemedebista. É possível que tente construir agora a mesma narrativa.

Afinal, na base governista, ninguém tem tanto a perder quanto ele. O pedetista sonha em ser candidato a presidente e o grande diferencial de seu discurso é a crítica à aliança entre PT e PMDB, que governou o País ao longo da era Lula-Dilma Rousseff.

Como criticar nacionalmente algo que seus aliados já fizeram no Ceará e pretendem fazer de novo? A terceira hipótese é que ao menos as aparências Ciro queira salvar.


Ou uma dessas três, ou realmente ele não está entendendo nada.

Publicado originalmente no portal O Povo Online