13 de novembro de 2017

Roberto Cláudio responde Tasso e diz que grupo tem renovação

O prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio (PDT) se juntou aos aliados políticos e respondeu ontem (10/11) as críticas do senador Tasso Jereissati dirigidas ao grupo liderado pelos ex-ministros Cid e Ciro Gomes. 

Fruto da aliança com os dois irmãos, Roberto Cláudio se disse “orgulhoso” de participar de um grupo que dá “oportunidade” para o surgimento de “novas lideranças”, em crítica velada ao bloco opositor liderado pelo senador tucano.

“Quantos jovens não têm surgido dentro desse grupo? Eu, por exemplo: me foi dada a oportunidade de presidir a Assembleia, depois virei prefeito de Fortaleza. O governador Camilo Santana é um jovem, o presidente (da Câmara Municipal) Samito Filho também”, argumenta. “Há um grupo político que dá oportunidade e espaço para que novas lideranças politicas surjam e deem voz ao que pensa”, disse o prefeito ao jornal O POVO, durante reunião com os secretários municipais no Centro de Eventos do Ceará.

O comentário de Roberto Cláudio aponta em direção contrária ao movimento da oposição que defende a candidatura de Tasso ao governo como caminho para a “renovação” do Estado.

RC reforçou as críticas que o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) fez ao senador tucano. “Ciro registrou uma coisa muito verdadeira: não temos meio de comunicação, respeitamos a diversidade da imprensa, não temos grandes patrimônios privados”, listou o prefeito.

A troca de ataques entre os grupos começou após o discurso de Tasso Jereissati na convenção estadual do PSDB, na última sexta-feira, 10, quando o senador atacou o governador Camilo Santana ao dizer que ele é “mandado” pela “oligarquia” dos Ferreira Gomes.

A declaração provocou a reação de Ciro Gomes que devolveu, no mesmo dia, o ataque. “É a oligarquia que tem o senador mais rico do País com patrimônio declarado”, disse Ciro em referência ao tucano. Santana também reagiu as acusações as quais considerou como “absurdas”.

Antes das farpas trocadas na última semana, o senador tucano já havia dirigido comentários elogiosos para Camilo Santana - a quem chegou a destacar um “jeitão tucano” - e também para o prefeito Roberto Cláudio. Em março, durante inauguração de posto de saúde que homenageou a mãe de Tasso, o senador brincou com RC, dizendo que ele estava com “biquinho de tucano crescendo”.

As críticas entre os grupos acontece no contexto de incertezas sobre a situação da oposição cearense para as eleições do ano que vem.

Com as imprecisões sobre a continuidade do PMDB no bloco, o grupo se enfraqueceu e tenta apostar em Tasso Jereissati como esperança para um palanque competitivo em 2018. O senador, no entanto, já declarou que não pretende se candidatar para a vaga no Palácio da Abolição.

Com informações portal O Povo Online