23 de junho de 2015

Governador reúne opositores e aliados em defesa do HUB da TAM

Em mobilização ampla que reuniu políticos, empresários e sociedade civil, Camilo lançou ofensiva para atrair o centro de conexões (hub) da TAM (Foto: Carlos Gibaja)
Em uma mobilização tão ampla quanto diversa na história da política cearense, o governador Camilo Santana (PT) reuniu ontem ex-chefes do Executivo estadual, lideranças partidárias, empresários e representantes da sociedade civil na defesa da instalação do centro de conexões (hub) da TAM em Fortaleza. Ao final do evento, com contou com aproximadamente mil pessoas no Palácio da Abolição, uma carta de compromisso foi assinada por políticos de diferentes matizes partidários. O Ceará disputa o empreendimento com outros dois estados: Pernambuco e Rio Grande do Norte. 

Participaram do encontro os ex-governadores Adauto Bezerra (Arena: 1975-1978), Gonzaga Mota (PDS: 1983-1987), Tasso Jereissati (1987-1991, então no PMDB, e de 1995 a 2002, no PSDB), Ciro Gomes (1991-1994, então PSDB, hoje Pros), Francisco Aguiar (outubro de 1994 a janeiro de 1995) e Cid Gomes (2007 a 2014, ex-PSB, hoje no Pros). Lúcio Alcântara (governador de 2003 a 2007, PR) justificou a ausência em decorrência de uma viagem.

“Lutar pelo que é importante para o Ceará é uma obrigação de todos nós, independente de estar com mandato ou sem mandato”, disse o ex-governador Cid Gomes em seu primeiro compromisso oficial após a tumultuada saída do Ministério da Educação.

Falando em nome dos ex-governadores, Adauto Bezerra, 90 anos, disse que estava ali “atendendo ao chamado do nosso governador para dizer em uma só voz: conte conosco”.

Além de Tasso, que já protagonizou disputas ferrenhas com o grupo político de Cid, Ciro e Camilo, estiveram presentes outros opositores ao governo, como os deputados federais Danilo Forte (PMDB) e Gomes de Matos (PSDB) e o deputado estadual Heitor Férrer (PDT).

Ao “Blog do Eliomar”, o senador e empresário tucano ressaltou que o projeto do hub é fundamental para o Estado. “Estamos precisando de uma âncora que catalise o processo de investimento e geração de emprego”, afirmou. Tasso deixou o evento sem conceder entrevistas.

“Essa é a nossa responsabilidade e nós não estamos aqui fazendo nada mais do que é a tradição do Ceará”, disse Ciro Gomes. “Evidentemente que um ou outro não conhece bem essa tradição e inventa um expediente e escapole. Cadê os senadores, tirante o Tasso? Onde está o (senador) Eunício Oliveira?”, questionou Ciro.

Procurado, o peemedebista cearense afirmou ao O POVO que não compareceu ao encontro no Abolição porque precisou resolver problemas causados por invasão a uma fazenda de sua propriedade em Goiás.

Sobre o encontro, Eunício ponderou que tem feito articulações em Brasília para viabilizar a escolha de Fortaleza pela TAM. O senador falou que, no último sábado, durante festa de casamento de sua filha, conversou sobre o projeto com a presidente Dilma Rousseff (PT) e com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

O senador petista José Pimentel enviou ofício a Camilo informando que não poderia comparecer em virtude de uma convocação para reunião da coordenação política do Governo Federal com a presidente Dilma.
  
Abaixo, lista de políticos que participaram do encontro.
 
Deputados Federais:
Airton Cirilo (PT)
André Figueiredo (PDT)
Aníbal Gomes (PMDB)
Antônio Balhmann (Pros)
Arnon Bezerra (PTB)
Chico Lopes (PCdoB)
Danilo Forte (PMDB)
Gomes de Matos (PSDB)
José Guimarães (PT)
Leônidas Cristino (PT)
Odorico Monteiro (PT)

Deputados Estaduais:
Aderlânia Noronha (SD)
Bethrose Fontenele (PRP)
Bruno Gonçalves (PEN)
Carlos Felipe (PSC)
Carlos Matos (PSDB)
Evandro Leitão (PDT)
Fernanda Pessoa (PR)
Heitor Férrer (PDT)
Joaquim Noronha Filho (PP)
José Ailton Brasil (PP)
Júlio César Filho (PTN)
Leonardo Pinheiro (PSD)
Lucílvio Girão (SD)
Manoel Duca (Pros)
Odilon Aguiar (Pros)
Professor Teodoro (PSD)
Rachel Marques (PT)
Sarto Nogueira (Pros)
Sérgio Aguiar (Pros)
Walter Cavalcante (PMDB)
Zezinho Albuquerque (Pros)

Senador:
Tasso Jereissati (PSDB)

Ex-governadores:
Adauto Bezerra (Arena, 1975-1978)
Gonzaga Mota (PDS, 1983-1987)
Tasso Jereissati (1987-1991, então no PMDB, e de 1995 a 2002, no PSDB)
Ciro Gomes (1991-1994, então PSDB, hoje Pros)
Chico Aguiar (outubro de 1994 a janeiro de 1995, hoje presidente do TCM)
Cid Gomes (2007 a 2014, ex-PSB, hoje Pros)

Com informações O Povo Online