4 de junho de 2015

Prioridade do PSD no Ceará é disputar prefeituras, diz Kassab

Presença de dirigente nacional da sigla foi prestigiada por políticos como o governador Camilo Santana (Foto: Fabio Lima)
O ministro das Cidades, Gilberto Kassab (PSD), declarou, em passagem por Fortaleza, na noite de ontem (03/06), que o partido deverá priorizar as eleições majoritárias para as próximas disputas municipais em 2016 no Ceará. A declaração ocorreu após evento de posse da nova presidente da sigla no Estado, a prefeita do município de Tauá, Patrícia Aguiar.

“O PSD, assim como qualquer partido, tem a pretensão de participar das eleições tendo candidato no plano majoritário, como prefeito e vice. Isso não quer dizer que alianças não podem ser feitas”, afirmou.

O ministro aproveitou o evento para comentar o cenário político nacional e a reforma política que está sendo votada na Câmara dos Deputados.

Segundo ele, a reforma ainda não terminou de ser votada e que por isso é “prematuro” qualquer manifestação antes da apreciação do texto no Senado Federal. Para ele, no entanto, o fim da reeleição, que foi aprovado em primeiro turno na Câmara, não é o problema maior do País para ser tratado como prioridade pelos deputados.

Kassab elogiou o trabalho feito pelo vice-presidente Michel Temer (PMDB) na articulação política do governo Dilma Rousseff (PT) no Congresso Nacional e negou qualquer prejuízo nos projetos da pasta com a crise econômica.

“O ministério tem ações a longo prazo. Contingenciamento pode alongar a execução de obras por alguns meses. No entanto, o que é contingenciado hoje pode ser recompensado amanhã”.

A nova presidente da legenda no Ceará, Patrícia Aguiar, tomou posse em evento realizado no auditório da Assembleia Legislativa, no final da tarde de ontem.

Com discurso de unidade no partido, a prefeita deverá levar outras lideranças políticas para compor a legenda. “Tenho característica própria de trabalhar esse sistema de unidade no partido e respeitar as opiniões plurais”, declarou.

O evento contou com a visita surpresa do governador Camilo Santana (PT), além de deputados estaduais e federais, vereadores, prefeitos e presidentes de partidos da base de apoio do governador petista.

O agora vice-presidente estadual do PSD, Almicyr Pinto, voltou a afirmar que o partido “terá que ser reconhecido e dado a ele o espaço que merece” no governo Camilo Santana. “O PSD hoje é um partido que almeja objetivamente o poder”, concluiu o dirigente partidária.

Com informações O Povo Online