11 de fevereiro de 2014

Presidente do PT nega possível candidatura do partido à sucessão de Cid

O presidente do PT Ceará, Diassis Diniz, negou que haja a possibilidade do partido sair com candidatura própria para o Governo do Estado nas eleições deste ano. Na última sexta-feira, blogs e portais divulgaram que o ex-presidente Lula (PT) teria afirmado que se PMDB e Pros não entrassem em um acordo, o PT poderia ter candidato próprio. Diassis afirmou que o partido defende manutenção da aliança e que não foi levantada essa possibilidade de candidatura própria da sigla.

 “Eu garanto que isso não existe. No dia 28 deste mês, iremos apresentar um documento com a resolução do partido, onde nós afirmamos que somos pela manutenção da aliança. Eu te garanto que o candidato ao Governo do Estado não irá sair do PT”, enfatizou. 


Diniz se referiu ao portal Ceará News 7, que veiculou a suposta declaração de Lula, de “jornal do Eunício”. “O único local que saiu essa noticia foi no jornal do Eunício, não vi em mais nenhum outro lugar. Isso é descabido”, enfatizou.

Diniz também disse ter conversado com o presidente nacional do PT, Rui Falcão, sobre essa suposta declaração de Lula. Rui teria afirmada que essa fala nunca existiu. O presidente estadual do PT ainda destacou que a prioridade do partido é o palanque para a reeleição da presidente Dilma Rousseff. O deputado federal José Guimarães, um dos principais nomes do PT-CE, se limitou a afirmar que não há essa possibilidade e desligou o telefone.

A vaga para disputar o Governo do Estado nas próximas eleições vem gerando desavenças na aliança. O senador Eunício de Oliveira (PMDB) não abre mão de disputar o cargo, enquanto o governador Cid Gomes (Pros) não se posiciona se irá apoiá-lo ou não. A preferência do governador é que o candidato saia de dentro do Pros, partido no qual ele se filiou após sair do PSB. A sigla planeja definir quem irá para a disputa apenas em Junho.

Com informações O Povo Online