11 de janeiro de 2017

Camilo escolhe tucano para a Secretaria de Estado

Camilo Santana (PT) e Tasso Jereissati (PSDB) em inauguração de unidade do Detran no shopping Iguatemi (Foto: Marcos Studart)
No mesmo dia em que manteve agenda ao lado do ex-governador e senador tucano Tasso Jereissati, o governador Camilo Santana (PT) ganhou nome de peso em seu secretariado. Convidado para integrar o Executivo estadual, o ex-vice-governador Maia Júnior (PSDB) comandará a Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag) do petista.

Em entrevista ao jornal O POVO na tarde de ontem (10/01), Maia Júnior confirmou ter aceitado compor o governo. “Eu aceitei o convite (de Camilo). Agora eu vou, prudentemente, aguardar o anúncio do próprio governador para me manifestar sobre o assunto”, disse, acrescentando que os detalhes de sua ida para o governo foram acertados na noite da última segunda-feira, 9, com o chefe do Executivo estadual. Camilo, inclusive, já repassou documentos da pasta para o início dos trabalhos do próximo gestor.

Correligionário de Maia Júnior, com quem trabalhou em suas duas gestões à frente do Governo do Estado, Tasso afirmou, na manhã de ontem, que a decisão do colega é estritamente “pessoal” e que não muda a relação partidária entre o PT e o PSDB no Ceará. “Politicamente, partidariamente, isso não muda nada. A decisão pessoal e profissional dele é outra coisa”, disse o tucano, que participou com Camilo de inauguração de um posto do Detran no Shopping Iguatemi.

Maia Júnior afirmou que o governador havia prometido o anúncio do seu nome ainda no dia de ontem. Durante evento ao lado de Tasso, porém, o petista se recusou a responder sobre a nomeação de Maia.

Único deputado tucano na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Carlos Matos disse que a decisão do correligionário não deve interferir no seu posicionamento político em relação ao governador na Casa. “É uma decisão pessoal, por isso não muda”, falou.

A ida de Maia para o governo também pode representar um canal indireto com Planalto. Sem diálogo com o presidente Michel Temer (PMDB), Camilo elege um homem forte para a sua segunda metade da gestão. Tucano, Maia Júnior pode articular com o senador Tasso a garantia de recursos em um momento grave para as contas públicas.

Não é a primeira vez que o grupo político liderado pelos irmãos Cid e Ciro Gomes indica opositores, mais precisamente tucanos, para integrar a gestão. Em seu primeiro mandato à frente do governo estadual, Cid nomeou Bismarck Maia e Marcos Cals, ambos tucanos à época, para integrar as secretarias do Turismo e da Justiça, respectivamente. 

Além do próximo anúncio, que será de Maia Júnior, especula-se que o secretário das Cidades, Lúcio Gomes, deixe a pasta e integre a Secretaria da Infraestrutura (Seinfra). Ao O POVO, Lúcio Gomes limitou-se a dizer que a decisão era do governador, porque Camilo tinha a “caneta” das nomeações.

O governador do Ceará, Camilo Santana, não descarta a possibilidade de deixar o PT neste ano. Ele já afirmou, diversas vezes, ter recebido convites de vários partidos. Ontem, o senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) disse, brincando, que Camilo tem um “jeitão de tucano”.

Durante a inauguração do Detran no Iguatemi, questionado se teria pensado em chamar o governador para o PSDB, Tasso Jereissati respondeu que Camilo tem uma missão, tem seu partido, e que seria “uma falta de cortesia” da parte dele (Tasso) fazer qualquer tipo de convite ao governador. “Acho que não tem sentido. Agora, que ele (Camilo) tem um jeitão de tucano, isso ele tem”, admitiu, sorrindo, o senador cearense.

Maia Júnior foi secretário do ex-governador Tasso Jereissati (PSDB) nas últimas duas gestões no executivo estadual, entre 1995 e 2002.

Ele também foi vice-governador do Ceará no período de 2003 a 2006, na titularidade do governador Lúcio Alcântara, na época também do PSDB.

Maia Júnior assumiu a Secretaria do Planejamento (Seplan) na administração tucana.

Com informações O Povo Online