4 de janeiro de 2017

Vereador renuncia 25% da Verba de Desempenho Parlamentar na Capital

O vereador Célio Studart (Solidariedade) anunciou ontem (03/01) através de sua página na rede social Facebook que Ele assinou seu primeiro ato de mandato, no qual renuncia 25% da Verba de Desempenho Parlamentar.

Célio Studart foi o campeão de votos e presidiu a Sessão Solene de Posse dos vereadores, prefeito e vice-prefeito na Câmara Municipal de Fortaleza no último domingo (01/01) e no dia seguinte protocolou o seu primeiro projeto de lei: a autorização para construção de um hospital público veterinário de Fortaleza.

“Esses atos são compromissos nossos com a população fortalezense e uma demonstração de que o político deve buscar realizar o que ele propõe na campanha, cumprindo os princípios da administração pública, como a economicidade, por exemplo. Nosso compromisso é fazer um mandato mais enxuto e corresponder às expectativas dos nossos eleitores e toda a população de Fortaleza”, ressaltou Célio Studart.

Confira na íntegra a nota do vereador Célio Studart sobre renuncia 25% da Verba de Desempenho Parlamentar: 
Este foi o meu primeiro ato como Vereador, já no primeiro dia de mandato. Concorremos em 3 pleitos eleitorais. Somente na terceira vez fomos eleitos. Porém, em todas as vezes que concorri defendi que era possível reduzir gastos de gabinete e mesmo assim fazer um bom mandato.Muitos duvidavam, queriam fazer com que eleitores desacreditassem de nosso compromisso (mesmo estando registrado em cartório, alegavam que não iríamos cumprir), nos chamavam de demagogo e mentiroso.Nada nos abalou ou nos fez perder a vontade que tínhamos de seguir estudando, atuando nas ONGs que fundei, tanto de Educação Política como de participação cidadã e defesa animal. Também persisti em um trabalho sempre constante de fiscalização e de questionamento acerca das decisões políticas que nos rodeiam.Fizemos a campanha mais barata de todo o Ceará, obtendo, assim, a maior votação de todo o estado para o cargo de Vereador, mas nada disso faria com que descumpríssemos ou decepcionássemos aqueles que acreditam em novas práticas. Para quem confiou em nossas ideias e práticas: tenha certeza, vocês votaram em um cidadão incansável e absolutamente determinado pelo que é justo e decente. Em nossa campanha não utilizamos carros de som, carreatas, militância paga para segurar bandeira, nada disso.Nosso maior cabo eleitoral foi o nosso exemplo e todos aqueles que voluntariamente acreditaram.Não é um gesto e altruísmo. É um gesto de respeito com os cofres públicos, com a moralização da política e com o Brasil que sonho para as próximas gerações.