9 de julho de 2018

Tasso e general Theophilo cumprem agenda no Cariri

Tasso e o General ouviram demandas de comerciantes e moradores da região (Foto: Divulgação)

Pré-candidato ao Governo do Estado pelo PSDB, o general Guilherme Theophilo cumpriu agenda no Cariri ao lado do senador tucano Tasso Jereissati no último sábado (07/07). Eles fizeram caminhada pelo centro comercial de Juazeiro do Norte e encontraram com correligionários e simpatizantes. Tasso comparou o atual momento político no Ceará com a eleição de 1986, quando foi eleito governador e “retirou coronéis” do poder no Estado.


“Está acontecendo coisa parecida. Talvez muito mais poderosa. Me lembra muito aquela luta”, disse o senador. “Havia um sistema de poder que praticamente não dava espaço a outras alternativas. O povo não tinha oportunidade de se manifestar”, afirma. Para o senador, a campanha eleitoral este ano é uma “verdadeira missão”.

Ao afirmar que o Ceará está “fragilizado”, Tasso cita quatro vertentes da chapa de oposição ao governador Camilo Santana (PT): emprego, saúde, segurança e o clientelismo político.

Sobre segurança pública, Theophilo criticou a postura adotada por Santana ao responsabilizar o Governo Federal pela violência.

“Estamos investindo muito em quantidade, mas esquecemos de qualidade. Não adianta inaugurar batalhões, companhias e pelotões de última hora, porque não vai resolver nada”, argumentou. Para o pré-candidato ao Governo do Estado, não é impossível minimizar a violência. “Não acho complicado e não acho impossível acabar. Como venho falando, podemos transformar o Ceará em uma ilha de segurança”, assegurou.

O militar e o senador também criticaram a aliança de Camilo Santana com investigados pela Operação Lava Jato.

Os tucanos ouviram demandas de comerciantes e moradores da região e percorreram as ruas acompanhados de parlamentares do PSDB e Pros, incluindo o empresário Luís Eduardo Girão (Pros), que terá pré-candidatura ao Senado lançada na tarde de hoje. O ato será realizado na Assembleia Legislativa do Ceará. Girão é empresário e ex-presidente do Fortaleza Esporte Clube.

A expectativa é que, no evento, estejam presentes o senador Magno Malta (PR-ES), cotado a vice-presidente de Jair Bolsonaro (PSL), o senador José Medeiros (Pode-MT), o deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) e o vereador de São Paulo pelo DEM, Fernando Holiday.

Defensor da Operação Lava-Jato, Girão tem, entre as propostas, a luta contra a legalização do aborto, das drogas, o controle de armas de fogo e a diminuição da carga tributária. Além disso, propõe a redução do número de deputados federais passando de 513 para 300. De acordo com ele, a diminuição implica numa economia de R$ 2 bilhões no bolso dos brasileiros.
Com informações portal O Povo Online