26 de setembro de 2018

TRE proíbe Eunício de usar imagens de Lula, Cid e Camilo

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE) proibiu o senador e candidato à reeleição, Eunício Oliveira (MDB), de vincular sua imagem às do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), do governador e candidato à reeleição Camilo Santana (PT) e do candidato também ao Senado, Cid Gomes (PDT), durante sua campanha eleitoral.

A sentença foi anunciada na última segunda-feira (24/09)  e atende a um recurso apresentado pela coligação PSDB e Pros "Tá na Hora de Mudar", que tem como candidato ao Governo do Ceará o general Guilherme Theophilo (PSDB).

Uma das justificativas apresentadas pela coligação é que Eunício foi indicado pelo MDB como o único candidato na chapa, pela coligação "A força do povo". "Sua agremiação celebrou coligação com os partidos MDB/PHS/Avante/Solidariedade/PSD/PSC/Podemos/PRB, portanto, não formalizou coligação com o PT", detalha a ação.

Por isso, os autores do processo consideram que não pode haver o uso da imagem do emedebista com o ex-presidente Lula e os candidatos petista e pedetista em sua campanha eleitoral, pois não possui nenhuma ligação com a coligação "Por um Ceará cada vez mais forte".

O jornal O POVO procurou a assessoria de comunicação do senador Eunício Oliveira para repercutir a proibição do TRE-CE, mas a campanha de Eunício restringiu-se a dizer que "cumpre todas as decisões judiciais".

O emedebista já foi ministro das Comunicações do governo do ex-presidente Lula entre os anos de 2004 e 2005. Porém, ele votou a favor do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). Em sua campanha eleitoral, ele tem afirmado ser o "senador de Lula".

Com informações portal O Povo Online