26 de janeiro de 2016

Nível dos reservatórios hídricos de Altaneira ainda é preocupante

Açude da Taboca no Riacho do Felipe em Altaneira (Foto: João Alves)
O Garoto Beleza, João Alves, visitou os principais reservatórios hídricos ao redor da cidade de Altaneira e comprovou que não é só o Açude Pajeú que está com pouco volume de água apesar de mais 200 mm de chuvas apenas no mês de janeiro segundo registro da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). 

O açude da Tabocas localizado no alto do Riacho do Felipe, conforme se vê pela imagem que ilustra esta postagem está longe de sua vazão máxima. O Riacho do Felipe é a principal veia de abastecimento do Açude Pajeú.

No Açude Maniçoba, que o Garoto Beleza indaga se público, percebe-se facilmente que o volume ainda não atingiu nem a metade de sua capacidade, conforme se verifica com a imagem abaixo:


A situação não é diferente na Lagoa do Sapo, que o atual proprietário, Raimundo Nogueira Soares, promoveu uma limpeza na área para maior captação de água. Confira imagem:

A Lagoa do Estévão praticamente não recebeu água e está quase seca. Confira:

O único reservatório que recebeu um substancial volume de água foi a Lagoa Santa Tereza que tem previsão de transbordar ainda este mês se continuar o mesmo nível de chuvas na cidade.

As águas da Lagoa descem em direção ao Sítio Poças e seguem em direção ao Rio Cariús, não sendo aproveitada em nossos reservatórios.

Em comentário a postagem do BA sobre o nível do Açude Pajeú o técnico em agropecuária, Joaquim Neto,  alertou que para o principal reservatório de água do município recupere seu volume se faz necessário que todos os açudes particulares e públicos nas cabeceiras dos riachos transbordem.

Já o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Ceza Cristóvão, lembra que apesar de tudo, o Açude Pajeú já aumentou 18cm de água o que eleva seu volume para 31,46% de sua capacidade.