19 de março de 2018

Ex-secretária de Cultura critica falta de apoio aos jovens da Peça “A Paixão de Cristo”

A ex-secretária municipal de Cultura, Mirian Tolovi, criticou a falta de apoio aos jovens que pretendem realizar a “A Paixão de Cristo” e questionou sobre o valor do orçamento da peça.

“Sei bem como é difícil realizar um evento desse porte, mas posso afirmar que a paixão de Cristo sempre foi um evento marcado por dificuldades e superação. Como ARCA nos colocamos a disposição para somar forças na realização desse projeto. Tenho uma pergunta a fazer: qual o valor do orçamento da peça que o município não teve condições de apoiar?”


A crítica foi postada no grupo de WhatsApp do Blog de Altaneira, mas nenhum navegante respondeu as indagações da ex-secretária.

Mirian disse ainda que não ver problema em realizar um evento por falta de orçamento. “já passei por essa situação estando a frente da coordenação de uma Secretaria, porém diante do orçamento com todos os gastos apresentados  a minha pergunta sempre era, mas quanto podemos gastar, o que eu posso fazer pra gente manter esse projeto? e se reduzir o custo a metade? Mostrava o quanto era importante aquele projeto, me comprometia a formar grupos de voluntários, tudo porque eu achava que tinha que cumprir meu papel”.

A ex-gestora fez outras indagações, igualmente sem respostas: “Qual foi a posição do secretário? Tentou sensibilizar seu gestor? Qual a importância que ele tá dando a peça”.

Mirian disse ainda que mesmo sem dinheiro, se o secretário estiver na frente e acreditar no projeto a coisa vai caminhar.

“Quando queremos fazer algo e acreditamos a coisa caminha, encontramos saída. O secretário é uma figura importante. Tem a função de planejar, atingir metas e dialogar com o gestor. Tem que convencer de que forma a curto e a longo prazo determinado projeto e ação é importante”, comentou.

Para a ex-gestora da Cultura tudo seria muito mais simples se o diálogo, a humildade e vontade de oferecer o melhor fosse a motivação principal de uma gestão pública.

“Acho que olho para política de forma romântica e utópica. Provavelmente não seja um campo que eu compreenda. Meu espaço é política social e é a partir desse lugar que emito minha opinião” escreveu.

Mirian Também parabenizou os jovens pela iniciativa e colocou a Fundação ARCA a disposição do grupo.

Até o fechamento desta postagem nenhum gestor municipal tinha se manifestado sobre as críticas da ex-secretária.