16 de março de 2018

Prefeito de Altaneira nega apoio aos jovens da peça Paixão de Cristo

Jovens altaneirense reunidos na Praça para organização da peça (Foto: Divulgação)
Mais uma vez os jovens altaneirenses encontram dificuldades para encenação da peça "A Paixão de Cristo". Dessa vez a falta de apoio vem do prefeito Dariomar Soares (PT) que negou repasse financeiro do Município para custear as despesas com figurino. A informação é do blog Negro Nicolau que publicou o desabafo do coordenador do grupo de jovens, o arqueiro João Paulo.

Segundo João Paulo o grupo conta com cerca de 50 integrantes, já escreveram i roteiro, definiram o percurso e data para a encenação, mas encontraram dificuldades para custear as despesas.

Os jovens procuraram o secretário de Cultura, Antonio de Kaci, que se comprometeu em agendar um encontro do grupo com o prefeito, mas diante da demora o grupo decidiu conversar diretamente com o gestor.

Em conversa com os jovens o prefeito Dariomar afirmou que o Município estava enfrentando dificuldades financeiras e que não poderia custear as despesas para encenação da peça.

“Explicamos nossa situação e ele disse que a roupa não importava tanto e que poderíamos usar roupas de saco”, disse João Paulo.

A redação do Blog Negro Nicolau entrou em contato com o prefeito Dariomar que reafirmou a impossibilidade em ajudar o grupo

“Expliquei que perdemos recursos na ordem de 220 mil reais por mês, e que não tinha como alocar recursos para o grupo de jovens esse ano, mas mim comprometi em ajudar ano que vem”, disse Dariomar ao BNN.

Ainda segundo João Paulo a atitude do prefeito foi vista como deboche, pois além de aconselhar os jovens a usarem sacos como figurinos, disse ainda que “pessoalmente, poderia ajudar o grupo com cem ou duzentos reais”, valor considerando insignificante para as despesas com encenação da peça. 

Apesar da falta de apoio do Governo Municipal os jovens pretendem realizar a peça e já conseguiram o figurino com o professor Sandro Cidrão da cidade de Santana do Cariri e este disse que dispunha das vestimentas e que as emprestaria.

O coordenador do grupo infirmou ainda que contam com o apoio da Secretaria de Assistência Social que cedeu o espaço para os ensaios, da Secretaria de Cultura que cedeu duas cruzes e do Pároco, Damião Peixoto, que reproduziu o material do roteiro. O grupo aguarda ainda o apoio da Fundação ARCA.

Em 2012 foi o pároco local, Padre Alberto, que não apoiou a encenação da peça que foi uma das melhores de todos os tempo, confiram as postagens.

Padre não aceita “Paixão de Cristo” na Matriz de Altaneira


“A Paixão de Cristo” emociona altaneirenses e visitantes