3 de abril de 2018

Março termina com chuvas abaixo da média, mas abril inicia bem

Riacho do São Romão na estrada Altaneira - Farias Brito (Foto: Dhony Nergino)
Historicamente o mês de março é conhecido por ser o mais chuvoso no Ceará, mesmo nos anos de seca. Este ano, as precipitações do período ficaram abaixo da média esperada que  é de 203, 4 milímetros. Porém, o mês de São José no Ceará terminou com 120.7 milímetros acumulados, 40,7% abaixo da média.

Este foi o balanço mais baixo desde o fim do último período de seca, que durou de 2012 a 2016. Em março de 2017, primeiro ano após a seca, o acúmulo de chuvas no período foi de 206.2 milímetros.

Até o momento, fevereiro foi o mês com maior registro de precipitação do ano, com 184 milímetros observados. A expectativa era de 118.6 mm, e ficou 55% acima da média estimada.

Em Altaneira não foi diferente no mês de março choveu apenas 35mm, a média histórica dos últimos 10 anos é de 192,1 mm, mas a chuva de ontem (02/04)  65mm voltou a animar os agricultores altaneirenses.

O açude da Tabocas voltou a sangrar e o Riacho do Felipe desce com correnteza para o açude Pajeú. O Riacho do São Romão voltou a interromper a estrada que liga a Vila do São Romão a Altaneira e Farias Brito.

Para a primeira semana de abril, de acordo com a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), o cenário está favorável para chuvas devido a influência da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) e devido ao fenômeno Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), que causa circulação de ventos na alta atmosfera e forma nuvens de chuva.

Confira a média de chuvas durante os meses de março nos últimos 10 anos em Altaneira:
2009 - 155mm
2010 - 177mm
2011 - 305mm
2012 - 212mm
2013 - 142mm
2014 - 316mm
2015 - 203mm
2016 - 71mm
2017 - 305 mm
2018 - 35mm
Média histórica: 192,1 mm