8 de abril de 2018

Em Fortaleza, multidão volta às ruas em apoio ao ex-presidente Lula


Caminhada dos apoiadores do ex-presidente em direção à Praça da Imprensa (Foto: Aurélio Alves)
A apresentação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Polícia Federal repercutiu em manifestações – favoráveis e contrárias - em vários pontos do País. Em Fortaleza, fogos de artifício foram ouvidos no bairro Aldeota. Também houve grande ato organizado pelo diretório estadual do PT, e as Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo levaram centenas de pessoas às ruas em manifestação de apoio ao petista.


No início da tarde, ainda na concentração do ato Pró-Lula, na praça Luiza Távora, na Aldeota, o clima entre os presentes era um misto de tristeza e indignação diante da iminente prisão do ex-presidente.

Aos poucos, a manifestação composta em sua maioria por militantes do PT e de movimentos sociais foi ganhando contornos também de euforia na medida em que iam chegando informações de que uma multidão impedia a passagem do carro da Polícia Federal que transportava o ex-presidente em São Bernardo do Campo (SP). 

Foi neste embalo que as pessoas saíram em caminhada à Praça da Imprensa, gritando palavras de apoio a Lula. “Se eles achavam que iam nos calar, estão muito enganados. O que eles conseguiram com isso foi apenas reativar a militância”, afirmou a professora Letícia Macedo. 

O presidente estadual do PT, Francisco de Assis Diniz, informou que a militância ainda aguarda orientação do diretório nacional, mas a ideia é manter a agenda de mobilizações no Estado nos próximos dias. “Com esta decisão antecipada, eles consolidam a sana de uma saga que vem desde o nascedouro da Lava Jato, que é prender o Lula, seja por um dia, uma semana ou por dois anos. Mas o que a militância vai fazer é continuar se mobilizando,  não vamos nos entregar”, afirmou.

Durante a caminhada, alguns momentos de tensão. O primeiro, no cruzamento da avenida Desembargador Moreira com a rua Torres Câmara, quando um motorista avançou a faixa de pedestres e tentou furar o bloqueio dos manifestantes. 

Depois, já no início da noite, enquanto o grupo fazia protesto em frente à TV Verdes Mares, afiliada da TV Globo no Ceará, alguns manifestantes quebraram portas de vidro de acesso à TV e à Rádio. Também picharam muros e paredes. A Polícia foi acionada. Não houve feridos ou presos. Pelo País, o dia também foi de muitas manifestações. Na Bahia, um grupo fechou trecho da Avenida ACM, em frente ao Shopping da Bahia, em protesto contra a prisão de Lula. 

Com informações portal O Povo Online