6 de abril de 2018

Camilo, Cid e Ciro prestaram solidariedade a Lula

Cid, Camilo, Lula e Ciro em foto de arquivo da campanha de Camilo
O governador Camilo Santana (PT) e os ex-governadores Cid Gomes e Ciro Gomes, ambos do PDT, estiveram noite de ontem (05/04 com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na sede do Instituto Lula em São Paulo, mas não divulgaram imagens do encontro.

Camilo e Ciro postaram mensagens na rede social Facebook. No texto, o petista cearense afirma que está "profundamente triste" com a notícia, divulgada no fim da tarde.

Camilo destaca os feitos de Lula durante sua passagem na presidência, como tirar milhões de brasileiros da miséria.

"O momento dificílimo pelo qual passa o Brasil não será resolvido com demonstrações de intolerância, ódio e perseguição. A Lula, toda a minha solidariedade, respeito e gratidão", diz na postagem.

Já o pré-candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, usou seu perfil no Facebook para lamentar a decisão do juiz Sérgio Moro de determinar a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Em nota, Ciro diz não conseguir ver justiça na situação e cobra a prisão de "intocados notórios corruptos do PSDB". "Parte importante do País na qual me incluo, não consegue ver justiça, muito menos equilíbrio em um providência tão amarga, enquanto remanescem intocados notórios corruptos do PSDB", escreveu o presidenciável.

Ciro disse que acompanhava "com muita tristeza" o que estava acontecendo com seu amigo Lula. "Por mim, e por muitos brasileiros, especialmente os mais pobres, por quem ele tanto fez. Espero que os próximos recursos possam prontamente quanto possível estabelecer sua liberdade", afirmou.

O ex-governador do Ceará Cid Gomes ao sair do Instituto Lula disse que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu "com tranquilidade" a ordem do juiz Sérgio Moro para se entregar à Polícia Federal, mas não quis fazer mais nenhum comentário à imprensa.

Com informações O POVO Online