24 de janeiro de 2014

Vereador Adeilton rebate críticas Secretário Deza

O vereador Professor Adeilton (PP) publicou ontem (23/01) no seu Blog uma postagem rebatendo as críticas do Secretário Municipal de Educação, o vereador licenciado Deza Soares (Solidariedade) na rede social Facebook onde foi taxado se “sensacionalista” e de “querer aparecer”.

“Não existe tentativa de querer aparecer ou de criticar governo a qualquer custo, muito menos o sensacionalismo exacerbado” inicia o vereador a sua postagem. 



O vereador cita que não fez pesquisa e muito menos cálculos, os dados foram publicados pelo sindicalista professor Evantuil e que apenas reproduziu e que bastaria o secretário utilizar os mesmo meios para divulgar os dados corretos.

“Em nenhum momento julguei que os valores apresentados pelo sindicalista condizem com o real e muito menos que eles não poderiam ser contestados. Foi por isso que levantamos os questionamentos e esperávamos resposta de sua excelência” escreveu o parlamentar. 

Adeilton lembra a divergência dos dados apresentados na Assembleia do SINSEMA e que a sorte do secretário é que a categoria “anda meio contagiada por um sentimento de comodismo ou amedrontada de se movimentar na defesa de seus direitos ou ainda acreditam que já ganham bem demais”

O vereador que é professor licenciado do Município anota também que Altaneira já esteve entre os melhores salários do Brasil e atualmente encontra-se entre os piores do Ceará e que no ano passado sob a apelativa de que os professores já ganhavam bem e que os recursos foram insuficientes, não foi reajustado à remuneração dos profissionais e neste ano ainda não foi anunciado à revisão.

Adeilton cita também a atuação do vereador Deza Soares, “cobrador, denunciante, legalista, moralista, transparente, obediente as leis, antinepotista”

Citando o Capitão Nascimento personagem do livro A elite da tropa: “O SISTEMA LHE CORROMPEU” e que tod0 o passado de luta do parlamentar está sendo destruído por questões eleitoreiras e outras.

“A sua falta de transparência, de zelo pela informação, de cuidado com os interesses políticos partidários, de atender aos pedidos de familiares são os culpados de todas essas especulações. Não nos julgue dessa forma, mas faça uma análise de consciência e veja que não somos os culpados por essa NOVA e tenebrosa postura que lhe fez assumir diante dessa pasta” conclui o parlamentar.