1 de maio de 2018

Açude Pajeú sangra pelo segundo ano consecutivo após período de seca


Após cinco anos de seca o Açude Valério, popularmente conhecido Pajeú, sangrou pelo segundo ano seguido. No ano passado o reservatório atingiu 100% de sua capacidade no dia 18 de março, após uma forte chuva no dia anterior na cidade e na zona rural do município.

Na manhã de hoje (10/03) o jovem Janielio Silva registrou as primeiras imagens da sangria do açude com uma pequena lâmina de água, mas o suficiente para alegrar os altaneirenses.

O açude, com capacidade para 1.860 mil metros cúbicos (m³), abastece a cidade de Altaneira e até começo do ano de 2017 estava com menos de 7% de sua capacidade.

Nos últimos 10 anos, segundo dados da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Ceará (COGERH), o Açude Valério atingiu a sua capacidade máxima em seis anos, em todos eles nos meses de março e abril, sendo este ano primeira vez se deu no mês de maio.

No gráfico da COGERH, que apresenta o levantamento desde 2004, excetuando o último período de seca (2013/2016) o reservatório só não atingiu a sua capacidade no de 2005.


A sangria do Açude Pajeú foi confirmada pelo secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Ceza Cristóvao, às 10h, com encaminhamento das imagens de Janielio à administração do BA.

Janiélio também compartilhou um novo vídeo já com a água escoando pelo sangradouro do açude construído na década de 90.

Confira o vídeo e outras fotos Janielio Silva: