9 de agosto de 2014

Para Cid Gomes, Tasso se comporta com 'ódio e rancor'

Após dias de bate e rebate sobre ações de Governo entre o governador Cid Gomes (Pros) e o ex-governador Tasso Jereissati (PSDB), o atual gestor reafirmou, ontem (08/08), em reunião do MAPP, que o tucano é o “maior político vivo da história do Ceará”. 

Entretanto, avaliou que Tasso teve “um primeiro governo revolucionário”, mas que “acabou cansando e se sujeitou a muita coisa”. Disse também que, após ir para o Senado, o ex-aliado passou “a se comportar com ódio e rancor”.

Durante a semana, Tasso e Cid mediram forças nas redes sociais, em clima de campanha eleitoral, com críticas sobre ações nas áreas de segurança, de recursos hídricos e de emprego. Após três mandatos como governador do Ceará e um como senador, Tasso é novamente candidato ao Senado, em chapa de oposição a Cid - antes aliado político - , encabeçada pelo senador Eunício Oliveira (PMDB).

“Fui aliado do Tasso, não tenho nenhuma vergonha de dizer isso”, disse Cid, ressaltando que o primeiro governo do tucano foi “revolucionário para o Estado, depois ele acabou cansando e se sujeitou a muita coisa”. Cid criticou ainda que, após ir para o Senado, Tasso passou a “achar que o Brasil é outro”. “Aquilo é um lugar terrível. Se a pessoa não tiver muito cuidado, ela deixa de ter qualquer aspiração de espírito público e passa a se comportar só com o fígado, só com ódio, só com rancor”, afirmou.

Diante das críticas de Tasso de que a segurança “está desmantelada” e que o Ceará “estaria sem água não fosse a construção do açude Castanhão”, Cid disse ser “oportunismo de Tasso” e “ânsia de fazer críticas a Dilma (Rousseff, presidente da República)”, candidata à reeleição e apoiada pelo atual governador.

Cid frisou ainda que responde a Tasso porque o respeita, mas esperava dele “certo recato” como ex-governador. “Não estou falando como político, nem estou fazendo críticas a candidatura de ninguém, apenas um ex-governador fez críticas a um atual, improcedentes, injustas, ranzinzas, cheias de ódio e de ranço”, completou Cid.

Ontem, Cid Gomes reuniu o secretariado no Monitoramento das Ações e Projetos Prioritários (MAPP), na Residência Oficial.

O candidato Tasso participou de eventos de campanha em cidades do Interior. No Facebook, o ex-senador divulgou registros da imprensa sobre a inauguração do Castanhão no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Até o fechamento desta postagem, o ex-governador Tasso ainda não tinha de manifestado sobre as novas declarações de Cid.


Com informações O Povo Online