29 de outubro de 2014

Cid Gomes é cotado como ministro no governo Dilma

Vitorioso na eleição de seu sucessor e de ampla bancada ligada ao seu grupo político, o governador Cid Gomes (Pros) é cotado para assumir ministério no segundo mandato de Dilma Rousseff (PT). 

A informação já circula na imprensa nacional, que inclui ainda o governador da Bahia, Jacques Wagner (PT), e o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), como outros possíveis ministros. Cid iria para a Educação. 

Entre nomes que já integraram a equipe de Dilma, também é prevista volta de Marta Suplicy (Cultura), Aloizio Mercadante (Casa Civil) e Ricardo Berzoini (Relações Institucionais). Segundo o jornal O Globo, a presidente estaria privilegiando “lealdade” e “comprometimento” com o governo – quesitos em que Cid aparece bem aos olhos do Planalto.

Ainda de acordo com o jornal carioca, interlocutores do Planalto afirmam que a ideia é que os ministérios do novo mandato de Dilma sejam ocupados por políticos de estatura, nomes conhecidos popularmente. O atual governo contém ampla parcela de técnicos pouco conhecidos, o que passaria imagem de irrelevância das pastas.

Atualmente, Cid é detentor de uma indicação no primeiro escalão de Dilma: o ministro Francisco Bezerra, que coordena a Integração Nacional. A mesma pasta já havia sido comandada por Ciro Gomes (Pros) durante o primeiro governo Lula. Em entrevistas ao jornal O POVO, Cid declarou que a Educação é a área de seu governo da qual ele mais se orgulha. A secretaria foi chefiada por Izolda Cela (Pros), vice-governadora eleita.

Também circularam ontem notícias de que estariam cotados para assumir a Fazenda Luiz Trabuco, presidente do Bradesco, Henrique Meireles, ex-presidente do Banco Central, e Nelson Barbosa, ex-secretário executivo do ministério.


Com informações O Povo Online